Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2005

Não sou uma lutadora

outrademim.jpg
Voltaram os fantasmas do passado.
Que me levem
se for esse o desejo.
De que me serve lutar contra cavalos alados
se o problema apenas sou eu.
Triste sonhadora de um presente que não chega
e de um passado que não me larga.
Destas lágrimas que hoje correm dos meus olhos,
apenas uma estranha melancolia ficou.
De que me serve lutar se não sou ouvida,
de que me serve construir se a seguir sou destruída.
Quando o mundo chega á minha mão
Já não o seguro ...
Será de areia o meu futuro ?
Esvai-se entre os dedos
De que me serve viver,
todos me deixaram
Já não consigo sentir,
pensar com lucidez,
gerir a minha vida.
Assumo a minha derrota,
não sou uma lutadora,
vou voar
e procurar algures um recanto
em que não precise
pensar, sentir, chorar
e ai vou poder sim
curtir toda a minha loucura.
publicado por pura às 00:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo ...

. POEMA DA SOLIDÃO

. ....

. Como não podia deixar pas...

. As melhores de Zezé di Ca...

. Medo da chuva - Zezé di C...

. Tarde de mais - Zezé di C...

. Agata - Sozinha

. Anjos e a "Vingança"

. Ao Telefone!

.arquivos

. Agosto 2011

. Outubro 2009

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds