Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

Agata - Sozinha

publicado por pura às 21:23
link do post | comentar | favorito
|

Anjos e a "Vingança"

publicado por pura às 21:18
link do post | comentar | favorito
|

Ao Telefone!

cv.JPG 

ELE: Estou?
ELA: Olá...
ELE: Quem é?
ELA: Sou eu, a felicidade iludida.
ELE: O que é que tu queres?
ELA: Dizer que te amo.
ELE: OUTRA VEZ? Eu já ouvi isso 15 vezes. Não te cansas?
ELA: Quem ama não cansa...
ELE: Mas eu canso... Eu não te amo!
ELA: O quê?
ELE:  é isso mesmo, eu iludo e por isso me chamo ilusão do amor.


Neste exacto momento uma lágrima corre na minha face...
ELA: Como podes dizer isso?
ELE: Dizendo que não te amo. Não devo nada a ninguém.
ELA: Não deves nada?
ELE: é claro que não.
ELA: Deves sim. O teu amor.
ELE: Que amor?
ELA: Tu fazes-me voar tão alto e agora dizes que não me amas?
ELE: Deves estar a ficar louca!
E as lágrimas insistentemente não paravam de cair...
ELA: Estou mesmo louca...acreditei em ti!
ELE: Tu sabias que era só amizade, não?
ELA: Claro que não... Dizes-te tantas coisas... E ainda me deste um beijo!
ELE: Um beijo? Aquilo nem foi beijo...
ELA: Não foi? Então o que foi?
ELE: Ok... Foi um beijo sem significado.
ELA: Ah e um beijo sem significado deixa de ser beijo?
ELE: Não.
ELA: Quer dizer, eu não significo nada para ti?
ELE: Significas...
ELA: O que?
ELE: Uma grande conta de telefone no final do mes. Agora vou desligar.
ELA: NAO... Por favor!
ELE: Porque?
ELA: Porque eu te amo...
ELE: Qual o valor que o teu amor me vai dar?
ELA: Felicidade.
ELE: Eu quero coisas materiais...
ELA: Eu vou ser tua...
ELE: Isso não vale... Quanto é que tu vales?
ELA: Porque esta pergunta?
ELE: Se eu enjoar de ti posso-te empenhar?
ELA: O que é que eu fiz para me tratares assim?
ELE: Amar-me! Agora vou desligar!
ELA: NAO, por favor!!!
ELE: Queres parar com isto? TOU FARTO!
ELA: Não... por favor, não desligues.
ELE: ...
ELA: Fala comigo...
ELE: ...
ELA: Por amor de Deus, diz que me amas!
ELE: OUVE... eu já estou farto de ti. Agora vê se me esqueces.
ELA: Eu prefiro morrer do que te esquecer.
ELE: Ai é? Então mata-te!
(Ele desliga.)
ELA: Não... por favor... Não me facas isto, eu amo-te.
ALGUNS DIAS DEPOIS...
 – Do que morreu esta rapariga? - Perguntam
 – De intoxicação. - Responde a enfermeira.
- Coitada... ela tinha algum problema? - Perguntam
 – Sim, sofria de amor... - Responde a enfermeira.
E então, no dia do funeral o rapaz de que a rapariga gostava apareceu no local prestando a sua ultima homenagem e lançou uma rosa vermelha e disse baixinho:
- Amo-te!
Ela lá de cima a ver tudo, respondeu bem alto:
tarde demais!!!!!!!!!!!!!!

publicado por pura às 05:04
link do post | comentar | favorito
|

Saudades

goo.JPG



Eu tenho saudades de tudo que marcou a minha vida
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...
Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não
mais falei ou cruzei...
Sinto saudades, DA MINHA ADOLESC
ÊNCIA
do meu primeiro amor, do meu segundo,
do terceiro, do pen
último
e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...
Sinto saudades do presente, que n
ão aproveitei de todo,
lembrando do passado e apostando no futuro...
Sinto saudades do futuro, que se idealizado,
provavelmente n
ão será do jeito que eu penso que vai ser...
Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei,
de quem disse que viria e nem apareceu;
de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.
Sinto saudades dos que se foram
e de quem n
ão me despedi direito;
daqueles que n
ão tiveram como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contr
ária da minha vida
e que s
ê enxerguei de vislumbre;
de coisas que tive e de outras que n
ão tive mas quis muito ter;
de coisas que nem sei que existiram.
Sinto saudades de coisas s
erias, de coisas hilariantes,
de casos, de experi
ências...
Sinto saudades do cachorrinho que eu N
ÃO tive
um dia e que me amaria fielmente, como s
ó os
c
ães são capazes de fazer,
dos livros que li e que me fizeram viajar, dos discos
que ouvi e que me fizeram sonhar,
das coisas que vivi e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.
Quantas vezes tenho vontade de encontrar
n
ão sei o que, não sei onde, para resgatar alguma coisa
que nem sei o que
é e nem onde perdi...
Vejo o mundo girando e penso que poderia estar
sentindo saudades em japon
ês, em russo, em italiano,
em ingl
ês, mas que minha saudade, por eu ter nascido
em Portugal, s
ó fala português, embora, lá no fundo,
possa ser poliglota.
Ali
ás, dizem que costuma-se
usar sempre a l
íngua pátria, espontaneamente,
quando estamos desesperados, para contar dinheiro,
fazer amor e declarar sentimentos fortes, seja l
á
em que lugar do mundo estejamos.
Eu acredito que um
simples "I miss you", ou seja l
á como possamos
traduzir saudade em outra l
íngua, nunca terá a
mesma for
ça e significado da nossa palavrinha.
Talvez n
ão exprima, correctamente, a imensa falta
que sentimos de coisas ou pessoas queridas.
E
é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes em que sinto este
aperto no peito, meio nost
álgico,
meio gostoso, mas que funciona melhor do que
um sinal vital quando se quer falar de vida
e de sentimentos.
Ela
é a prova inequívoca de
que somos sens
íveis, de que amamos muito o
que tivemos e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa exist
ência...
Sentir saudade,
é sinal de que se está vivo!


dividers_55.gif

publicado por pura às 00:35
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2007

A paixão e a loucura

7.JPG


A paixão e a loucura são dois sentimentos que nos fazem viver.
Que nos tiram o sono quando estamos a sofrer.
Que nos tiram a vontade até de comer.
São sentimentos difíceis de resolver.
A paixão pode levar à loucura,
Quando a situação é uma aventura.
Quando não há amor nem ternura,
A vida é uma tortura.
É difícil de entender a paixão,
Pois nem sempre tem razão.
Palavra de difícil conclusão.
Paixão é talvez a desilusão.


dividers_4.gif

publicado por pura às 00:54
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

obrigada

ros036.gif


Obrigada por me teres ensinado como é amar.
Obrigada por me teres feito sentir esse amor dentro de mim.
Aprendi contigo, que amar é algo sublime.
Amar é ansiar a tua chegada,
Amar é querer sempre estar ao teu lado,
Amar é sentir o meu coração palpitar quando te vejo,
Amar é emocionar-me simplesmente com o teu olhar,
Amar é querer partilhar a vida,
Amar é querer andar de mãos dadas,
Sentindo o teu corpo fluir através do meu.
Amar é querer dar sem querer nada em troca,
Amar é socorrer um ao outro,
Amar é fazer amor com emoção,
Amar é vislumbrar a tua beleza,
Amar é adorar o teu corpo e a tua alma,
Amar é gostar dos teus defeitos,
Amar é querer bem tudo que é teu.
Por tudo isso te sou grata...
Por me dares a chance de conhecer o verdadeiro amor.
Se não fosses tu,
Eu teria passado uma vida sem ter conhecido o verdadeiro significado da Palavra:
" Amo-te".




dividers_.gif


publicado por pura às 00:41
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007

A felicidade é um suave desejo.

ros040.gif


A felicidade é um suave desejo.
A alegria é um imenso desejo
A vida é uma semente...
Para alguns ela vem ao amanhecer, e se apaga ao anoitecer
Para alguns ela aparece quando abrem os olhos, mas some
quando os fecham...
Mas é na vida que senti a suavidade da felicidade
e na vida que ha desejei, ao amanhecer, e sentia
ao anoitecer...
Mas é na vida que senti a alegria, que rondava meus olhos,
é na vida que sentia a alegria dentro do meu coração,
quando eles se fechavam...
E quando senti que tinha vida,
descobri-te na minha semente


dividers_44.gif

publicado por pura às 23:58
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Setembro de 2007

A VIDA É...

ros148.gif


A vida é uma oportunidade, aproveita-a.
A vida é beleza, admira-a.
A vida é beatificação, saboreia.
A vida é sonho, torna-o realidade.
A vida é um desafio, enfrenta-o.
A vida é um dever, cumpre-o.
A vida é um jogo, joga-o.
A vida é preciosa, cuida-a.
A vida é riqueza, conserva-a.
A vida é amor, goza-a.
A vida é um mistério, desvela-o.
A vida é promessa, cumpre-a.
A vida é tristeza, supera-a.
A vida é um hino, canta-o.
A vida é um combate, aceita-o.
A vida é tragédia, domina-a.
A vida é aventura, afronta-a.
A vida é felicidade, merece-a.
A vida é a VIDA, defende-a
                               Madre Teresa de Calcutá


divide_44.gif

publicado por pura às 01:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo ...

. POEMA DA SOLIDÃO

. ....

. Como não podia deixar pas...

. As melhores de Zezé di Ca...

. Medo da chuva - Zezé di C...

. Tarde de mais - Zezé di C...

. Agata - Sozinha

. Anjos e a "Vingança"

. Ao Telefone!

.arquivos

. Agosto 2011

. Outubro 2009

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds