Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

eu juro

publicado por pura às 23:40
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Maio de 2007

um anjo!!!

Titania-cc-lg.jpg 


Eu posso chorar,
Mas quem irá notar
Que minhas lágrimas são de dor?
Eu posso gritar,
Mas quem saberá
Que meus gritos são pedidos de socorro?
Eu posso correr,
Mas quem irá acreditar
Que estou correndo atrás do tempo perdido?
Eu posso rezar,
Mas quem confiará que em preces
Pode um destino mudar?
Eu posso me esconder,
Mas não irão me encontrar.
Eu posso dormir,
Mas ninguém irá me acordar.
Eu posso dançar, cantar!
Mas quem irá me aplaudir?
Eu posso me deprimir,
Mas quem irá me salvar da solidão?
Eu posso pular no abismo,
Mas quem criará asas para me salvar?
Eu posso fechar os olhos,
E ver uma luz...
A luz que cobre a mais inocente criatura...
Um Anjo!!!
publicado por pura às 02:25
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Porque as Pessoas Sofrem...

coracaoj.jpg 



- Vó, por que as pessoas sofrem???
- Como é que é???
- Por que as "pessoas grandes" vivem bravas,
irritadas, sempre preocupadas com alguma
coisa???
- Bem, minha filha, muitas vezes porque elas
foram ensinadas a viver assim.
( Silêncio ).
- Vó...
- Oi...
- Como é que pessoas podem ser ensinadas
a viver mal???
Não consigo entender.
- É que elas não percebem que foram ensinadas
a ser infelizes, e não conseguem mudar o que
as torna assim.
Você não está entendendo, não é, meu amor???
- Não, Vovó.
- Você lembra da historinha do Patinho Feio???
- Lembro.
- Então..., o patinho se considerava feio
porque era diferente de todo mundo.
Isso deixava-o muito infeliz e perturbado,
tão infeliz que um dia ele resolveu ir embora
viver sozinho.
Só que o lago que ele procurou para nadar tinha
congelado, e estava muito frio.
Quando ele olhou para seu reflexo no lago,
percebeu que ele era, na verdade,
um maravilhoso cisne.
E assim se juntou aos iguais a ele e viveu
feliz para sempre.
( mais silêncio )...
- O que isso tem a ver com a tristeza das pessoas???
- Bem, quando nascemos, somos separados de nossa "natureza-cisne".
Ficamos como patinhos, tentando caber no que os outros dizem
que está certo.
Então passamos muito tempo tentando virar patos.
- É por isso que as pessoas grandes estão sempre irritadas???
- Isso!!! Viu como você é esperta???
- Então é só a gente perceber que somos cisnes que tudo dá certo???
( engasgou )...
- O que foi, vovó???
- Na verdade, minha filha, encontrar o nosso
verdadeiro espelho não é tão fácil assim.
Você lembra o que o patinho precisava fazer
para enxergar???
- O que???
- Ele primeiro precisava parar de tentar ser pato.
Isso significa parar de tentar ser
quem a gente não é...
Depois, ele aceitou ficar um tempo sozinho para se encontrar.
- Por isso ele passou muito frio, não é, vovó???
- Passou frio e ficou sozinho no inverno.
- Por isso que o papai anda tão sozinho e bravo???
- Como é, minha filha???
- Meu pai está sempre bravo, sempre quieto com
a música e a televisão dele.
Outro dia ele estava chorando no banheiro...
( emudeceu durante algum tempo ). Essas crianças...
- Vó, o papai é um cisne que pensa que é um pato???
- Todos nós somos, querida.
- Ele vai descobrir quem ele é, de verdade???
- Vai, minha filha, vai.
Mas, quando estamos no inverno, não podemos
desistir, nem esperar que o espelho
venha até nós.
Temos que procurar ajuda até encontrarmos.
- E aí viramos cisnes???
- Nós já somos cisnes.
Apenas deixamos que o cisne venha para fora,
e tenha espaço para viver.
( A menina deu um pulo da cadeira ).
- Aonde você vai???
- Vou contar para o papai,
o cisne bonito que ele é.
A boa vovó apenas sorriu!!!

</b>

Autor: Marcos Antonio Spinelli   

publicado por pura às 19:15
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

onde andará kem escreveu?

bor_almirante_vermelho.jpg
Numa sala de aula uma das crianças perguntou à professora:
- Professora, o que é o amor?
A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura da pergunta inteligente que fizera.
Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse uma volta pelo pátio da escola e trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento de amor.
As crianças saíram apressadas e, ao voltarem, a professora disse:
- Quero que cada um mostre o que trouxe.
A primeira criança disse:
- Eu trouxe esta flor, não é linda?
A segunda criança falou:
- Eu trouxe esta borboleta. Veja professora a cor das suas asas, vou colocá-la na minha coleção.
A terceira criança completou:
- Eu trouxe este filhote de passarinho. Ele caío do ninho com o outro irmão. Não é querido?
E assim as crianças foram se colocando.
Terminada a exposição, a professora notou que havia uma criança que tinha ficado muito quieta.
Estava vermelha de tata vergonha, pois não tinha nada...
A professora perguntou:
- e tu Joana o que trouxestes?
a criança timidamente respondeu:
- Desculpe, professora. Vi uma flor e senti o seu perfume. Pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la para que o seu perfume exalasse por mais tempo. Vi também uma borboleta, leve, colorida! Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná- la. Vi também um passarinho caído entre as folhas, mas, ao subir a árvore, notei o olhar triste da sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho. Portanto, professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do passarinho. Como posso mostrar o que trouxe????
A professora lhe deu nota máxima, pois ela fora a única que percebera o verdadeiro sentido do amor: é aquele sentimento que não vemos nem tocamos so trazemos sincero dentro dos nossos corações!!!

Quem tentar possuir uma flor, verá a sua beleza murchar. Mas quem apenas olhar uma flor de longe, permanecerá com ela para sempre. Por isso nunca serás minha mas tere-te ei no coração para sempre ...

BEIJOSSSSS NO TEU CORAÇÃO


publicado por pura às 23:11
link do post | comentar | favorito
|

Para se Pensar...

Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença entre dar a mão e
acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se,
e que companhia nem sempre significa segurança.
E começa a aprender que beijos não são contratos
e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
e os olhos adiante, com a graça de um adulto e não
com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no
hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais
para os planos, e o futuro tem costume de cair em
meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima
se ficar exposto por muito tempo.
E aprender que não importa o quanto você se
importe, alguma pessoas simplesmente não se importam...
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa
perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança
e apenas segundos para destruí-la, e que você pode
fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá
pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a
crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida,
mas quem você tem a vida.
E que bons amigos são a família que nos permitem
escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se
compreendermos que os amigos mudam, percebe que
seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa,
ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se
importa na vida são tomadas de você muito depressa,
por isso sempre devemos deixar as pessoas que
amamos com palavras amorosas; pode ser a última
vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm
influência sobre nós, mas nós somos responsáveis
por nós mesmos.
Começa a aprender que não deve comparar-se aos
outros, mas com o melhor que se pode ser.
Descobre que leva muito tempo para se tornar a
pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou,
mas aonde está indo e se você não sabe para
aonde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles
o controlarão, e que ser flexível não significa ser
fraco ou não ter personalidade, pois não importa
quão delicada e frágil seja uma situação, sempre
existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que
era necessário fazer, enfrentando as consequências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você
espera que o chute quando você cai é uma das
poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que quando está com raiva tem o direito
de estar com raiva, mas isso não te dá o direito
de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito
que você quer que ame, não significa que esse
alguém não o ama com tudo o que ele pode, pois
existem pessoas que nos amam, mas simplesmente
não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado
por alguém, algumas vezes você tem que aprender a
se perdoar.
Aprende que com a mesma severidade com que julga,
você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu
coração foi partido, o mundo não pára para que
você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar
para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma,
ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar...
que realmente é forte, e que pode ir muito mais
longe depois de pensar que não se pode mais.
E que a vida tem valor e que você tem valor
diante da vida!
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder
o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o
medo de tentar.

Autor Desconhecido
publicado por pura às 18:37
link do post | comentar | favorito
|

AS PALAVRAS ERRADAS

blog01_flor01.JPG 

 Sinto uma enorme dor,
vem de dentro do peito.
Não é física, não me magoei.
Mas como as palavras podem provocar tanta dor!
Ai isso podem.
Dói tanto, fragilizaram-me sem piedade.
Foi como o desmoronar de um muro
que me atingiu em cheio nos meus sentimentos.
Não consigo sentir rancor,
é apenas dor.
Destruiu os meus sonhos,
fez-me sentir uma perdedora
e já não sinto vontade de nada.
As palavras magoam sim,
quando ditas na hora errada,
as palavras são flechas mortais.
Entram no coração,
derramam o sangue da ilusão,
o sonho esvai-se no chão
e aqui ficamos nós
mortalmente feridas,
nos sentimentos,
nas palavras erradas ditas no momento errado.
Dói-me a alma.
Aquela alma sonhadora
morreu ontem,
quando alguém talvez sem querer,
me fez perder o sonho
que tinha reaprendido a viver.
Estou triste e não sei porquê.
Sinto-me só no meio da multidão.
Já não sou quem eu era.
Já não sei quem eu sou.
Olhar para trás e não reconhecer nada.
Olhar em frente e só ver a solidão.
Sentir o tempo a passar.
Sentir a mágoa a alastrar.
Sentir,
enfim,
que já não vale a pena chorar.
Eu queria ser alguém.
Alguém que não fosse apenas um alguém;
Alguém que sorrisse,
vivesse,
amasse...
Alguém que pudesse dizer ao fim do dia,Venci!!!!!!!

publicado por pura às 16:13
link do post | comentar | favorito
|

se um dia!!

Se um dia tiver que escolher entre um beijo,
um olhar e uma lágrima,
escolha a lágrima,
pois o beijo pode ser falso,
o olhar, passageiro,
mas a lágrima,
pois mais triste que seja,
é verdadeira!!!!!
publicado por pura às 12:23
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tanto tempo ...

. POEMA DA SOLIDÃO

. ....

. Como não podia deixar pas...

. As melhores de Zezé di Ca...

. Medo da chuva - Zezé di C...

. Tarde de mais - Zezé di C...

. Agata - Sozinha

. Anjos e a "Vingança"

. Ao Telefone!

.arquivos

. Agosto 2011

. Outubro 2009

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds